Bexiga de bebê de 4 dias é retirada por engano em hospital particular do DF

Conselho Regional de Medicina irá investigar o caso. Menina teve dois drenos implantados e só vai poder receber órgão artificial apenas em 2018.

Por: Diego Tolentino

Conselho Regional de Medicina investiga caso de profissionais que retiraram por engano a bexiga de uma bebê de quatro dias em um hospital particular de Brasília. A menina tinha um cisto ovariano, descoberto ainda na gestação da mãe. O ocorrido aconteceu em abril, mas a história só foi exposta recentemente pela família, em redes sociais, depois que o hospital se omitiu de culpa ou algum tipo de ajuda. Por causa do erro, a garota teve de colocar dois drenos para a passagem da urina.

Em nota, o Hospital Santa Helena, no final da Asa Norte, negou que não presta assistência à criança. “Após a análise interna, a Diretoria encaminhou o caso para avaliação nas instâncias competentes, conforme a legislação vigente. Desde a alta da paciente, acompanha o caso por meio do médico assistente e permaneceu à disposição de todos para qualquer necessidade. Recentemente o Hospital manteve contato com a família para prestar eventual assistência necessária”, declarou a assessoria.

O erro só foi percebido dois dias depois, porque a bebê Ana Lípia não urinava e estava bastante inchada. A criança precisou ficar internada em UTI. Para que a menina expelisse a urina, dois drenos foram implantados. A expectativa é de que aos 5 anos ela receba uma bexiga artificial, ou seja, passará o restante do ano atual ano com drenos.

Ana Lípia só poderá receber órgão artificial no próximo ano

 

 

Deixe sua resposta