Duas vezes adiadas, segunda denuncia de Temer é lida no plenário da Câmara

Após a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra Michel Temer por obstrução de justiça e organização criminosa, o Superior Tribunal federal (STF) decidiu, por 10 votos a 1, mandar o documento para a Câmara dos Deputados.

A abertura da sessão plenária estaria marcada para esta sexta-feira (22), porém somente 2 deputados estavam presentes. Assim, foi adiada para esta segunda (25) e, novamente, não houve quórum suficiente para analisar a denúncia. Hoje, terça-feira (26), às 11h, a leitura foi feita pela segunda secretária da Mesa Diretora, a deputada Mariana Carvalho (PSD – RO), em sessão extraordinária. Segundo a mesma, o parecer da denuncia deve durar mais de 6 horas. Após a sessão, o governo será notificado.

A leitura do parecer é necessária para que a Câmara decida se vai dar continuidade ou não ao processo. São necessários os votos de dois terços dos 513 deputados. Se o parecer for favorável a denuncia será analisada pelo Supremo.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Deixe sua resposta