Em setembro, 48% dos casos de estupro em Brasília foram praticados dentro de casa.

Dados obtidos revelam que 98% dos agressores foram pessoas próximas às vítimas.

Por: Diego Tolentino

Somente no mês de setembro, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal registrou 77 casos de estupro, 48% deles aconteceram dentro da casa das vítimas . Os dados também dizem que 58% dos estupros envolveram “vulneráveis”, ou seja, crianças e adolescentes, pessoas doentes, com deficiência ou sob efeito de álcool. E a maioria ocorreu aos domingos.

Pais, tios, primos, avôs e padrastos foram os principais agressores. Em seguida, estão os conhecidos da família, amigos, vizinhos e até professores. Quando se consideram todos os casos de estupro 81% deles foram cometidos por pessoas de convívio próximo às vítimas, ou que conheciam as vítimas de algum lugar de frequente circulação da vítima.

As ecolas também estiveram entre os locais onde os crimes foram praticados. Nove casos ocorreram em escolas, sendo três deles por intermédio de aplicativos de relacionamento. Em cinco casos, a droga conhecida como “boa noite, cinderela” foi usada pelos agressores para dominar as vítimas.

Mas nem todas as ocorrências registradas em setembro aconteceram no mesmo mês, 30% ocorreram em meses e até mesmo em anos anteriores à data de registro.

 

Deixe sua resposta