Estações do metrô em Brasília fecham portas por falta de pessoal

Previsão é que serviço só volte a operar às 16h30. 

Por: Diego Tolentino

O Metrô fechou as estações às 10h desta sexta-feira (10) por falta de pessoal, no segundo dia de greve. A previsão é que o serviço só volte a operar no horário de pico de fim do dia, das 16h30 às 20h30. Funcionários com cargos de chefia foram responsáveis por manter o sistema em funcionamento.

O começo das operações nesta sexta começou com dez minutos de atraso. Segundo a administração do Metrô, foram 20 trens, 22 estações abertas e duas fechadas para embarque. A operação transcorreu com normalidade, com empregados da companhia e apoio da Polícia Militar do DF.

“A direção do Metrô solicitou ao sindicato uma lista de funcionários para trabalhar durante a greve, em cumprimento à decisão judicial. No entanto, até agora, não se manifestaram”, disse o Metrô.

O metrô ainda confirmou que a frota é de 32 trens, dos quais 30 são operacionais. “Circulam 24 trens nos horários de pico pela necessidade de revezamento para a manutenção períodica. Mesmo assim, 90% de 27 trens operacionais, como afirmado pelo sindicato, resulta em 24 trens. Ou seja, o sindicato não cumpre a decisão.”

Os funcionários, que são o topo da carreira, passam, por um curso de piloto. Os que estão na operação desde ontem (9), pilotam trens porque têm capacidade técnica e treinamento para isso. Inclusive também treinam os pilotos.

Deixe sua resposta