Governo de Brasília intensifica combate à dengue no período de chuvas

Ações como as visitas domiciliares serão reforçadas por 501 agentes da Secretaria de Saúde.

Por: Diego Tolentino

Com o início do período chuvoso  a possibilidade do aumento do mosquito Aedes aegypti é alta. Assim sendo, o governo de Brasília intensifica ações de combate à transmissão da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus.

De acordo com o diretor de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, Denilson Magalhães, a pasta trabalhará com 501 agentes em todas as regiões administrativas.

As visitas domiciliares ocorrem durante todo o ano, mas são em menor frequência no período da seca. Trinta bombeiros militares também integram a equipe.

Além disso, nas próximas semanas será lançada uma nova campanha publicitária em que o foco será o envolvimento da população no combate ao mosquito.

A Secretaria de Saúde também se prepara com 36 veículos equipados com o aparelhos UBV, conhecidos como fumacê. Esses são usados em regiões onde há confirmação de casos, para quebrar a cadeia de transmissão.

Neste ano a situação está mais favorável ao combate porque os índices das doenças foram reduzidos em 79%, no caso da dengue; 89%, da febre chikungunya; e em 79%, do zika vírus.

Os números de manifestação predial do transmissor do vírus em Brasília estão em 0,13%, abaixo do índice recomendado pelo Ministério da Saúde, que é de 1%.

 

Deixe sua resposta