Homeopatia: trabalhando o paciente de forma holística

Para se ter sucesso no tratamento homeopático é necessário tratar o indivíduo considerando suas peculiaridades e trabalhar de forma holística. Saiba mais sobre as peculiaridades desta ciência!

Texto: Cynthia Pastor | Fotos: ImagemBSB

 

Com uma ampla formação em Ciência da Homeopatia junto à Universidade Federal de Viçosa e em Homeopatia contemporânea, por meio do método “Sensations”, criado pelo mundialmente reconhecido homeopata Indiano Rajan Sankaran, a homeopata Luciana Acioli também é graduada em Advanced Homeopathy pela Dr. Batra’s Academy, de Mumbai, na Índia. Com consultório em Brasília, a terapeuta fala, na entrevista a seguir, sobre as particularidades e excelentes resultados advindos do tratamento com a homeopatia.

 

A homeopatia é um sistema medicinal alternativo que contempla a totalidade do ser humano em detrimento de doenças isoladas? Pode explicar melhor?

Luciana Acioli>> Em homeopatia não se pensa nunca em doença isolada, esse é um conceito errôneo. O que há é um desajuste geral que pode naquele momento estar se manifestando com maior ênfase em uma parte isolada, mas a um olhar atento percebe-se que o desequilíbrio estará presente também no geral, por isso, o questionário homeopático deve ser muito abrangente, uma vez que por meio dos sinais e sintomas, podemos recomendar um remédio com segurança. Vale ressaltar que a homeopatia se baseia na lei da similitude, ou seja, uma substância que for capaz de causar certas alterações em um homem saudável irá tratá-las em uma pessoa que já as tenha. Essas alterações (sinais e sintomas) não necessariamente serão físicas, podem ser mentais, emocionais ou energéticas e, através delas, é que se reconhece o desvio do estado geral da saúde, funcionando como uma diretriz que irá indicar o remédio correto para aquele indivíduo. A homeopatia trata o doente e não a doença! É um remédio que cobre a totalidade desses sintomas e sinais será capaz de trazer o indivíduo de volta ao seu estado normal, pois quando o estado geral dele se ajusta, as partes isoladas também se ajustarão. Para se ter sucesso nessa forma terapêutica é necessário tratar o indivíduo considerando suas peculiaridades e trabalhar de forma holística, o que se aplica à uma parte se aplica ao todo, o que se aplica ao todo se aplica à uma parte. É importante compreender que a homeopatia caminha na mesma direção do que as reações naturais do organismo, oferecendo o estímulo de um remédio extremamente diluído para que o organismo busque por si próprio o restabelecimento de seu estado de saúde.

 

Você estudou na Índia. Qual a diferença de aprendizado por lá? Como essa medicina é vista pela cultura indiana?

LA>> Na Índia a homeopatia é tratada com muito mais seriedade do que no Brasil e não é considerada uma forma alternativa de tratamento, uma vez que toda a população tem acesso a ela. Existe uma estrutura social que permite que uma pessoa, nas mais diversas condições físicas e psíquicas se trate exclusivamente com a homeopatia, exibindo resultados surpreendentes que tiram a questão da eficácia da homeopatia. A formação homeopática é muito mais completa e aborda questões que não são normalmente abordadas no Brasil, ou seja, o nível de experiência e conhecimento são bem profundos e tratados de uma forma extremamente profissional. O treinamento é intenso e a disponibilidade de informações é incomparável. No Brasil, a disponibilidade bibliográfica sobre o assunto é ainda bastante limitada e nisso também a Índia se torna um deleite, pois além dos clássicos internacionais há uma infinidade de autores indianos que influenciaram toda a homeopatia mundial.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a prática da homeopatia como medicina alternativa e complementar. Como isso funciona no Brasil?

LA>> Devemos pensar primeiramente que a homeopatia é uma opção extremamente benéfica para todo o sistema de saúde. Primeiramente por poupar o indivíduo de desenvolver um problema mais sério, pois como pode tratar um indivíduo ‘antes’ de que uma doença se manifeste, através dos sintomas e sinais, ela pode evitar complicações e a necessidade de tratamentos mais intensos. Além disso, a homeopatia pode evitar o desenvolvimento de problemas mais sérios e se torna também uma opção economicamente mais vantajosa, uma vez que evita tratamentos de alto custo. Vale enfatizar que o custo de um remédio homeopático é muito baixo, permitindo que pessoas de baixa renda possam também fazer uso desses remédios. Na realidade brasileira infelizmente são poucos que tem acesso à essa forma terapêutica, principalmente pela falta de informação, mas é notavelmente eficaz no tratamento preventivo e deveria ser utilizada em muito maior amplitude trazendo inúmeros benefícios para a sociedade.

 

Qual o melhor frase para sintetizar a homeopatia?

LA>> Vou terminar com uma frase de um professor que tive na Índia, Dr. Kamlesh Mehta, e que, na minha opinião, resume a busca do homeopata em relação a seu cliente: ‘O meu objetivo como homeopata é alcançar o sofrimento da pessoa, não somente a doença, porque a doença pode ser a mesma em várias pessoas, mas o sofrimento é diferente’.

 

SERVIÇO
Luciana Acioli (terapeuta homeopata)
Telefone: (61) 98265-0628
Skype: Luciana.hora.acioli

Deixe sua resposta