INPE registra média de 77,8 milhões de raios no Brasil

Diferença aumentou em relação a 2002, que registrou 55,8 milhões.

Breno Algarte

Foi realizada uma pesquisa pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE), na segunda-feira (25), que foram registrados nos últimos seis anos uma média de 77,8 milhões de raios no Brasil. O ano de maior incidência foi em 2012, que registrou um número de 94,3 milhões, devido a um grande número do fenômeno La Niña. Em 2013, foram registrados 92 milhões de raios, em 2014: 62 milhões e em 2015, 68 milhões.

O que determinam a maior ou menor incidência de raios no Brasil são os fênomenos La Niña e El niño. Por causa do aquecimento global, as ocorrências desses eventos ficam mais intensos, o que provoca maiores radiações.

O estado com maior radiação foi o Tocantins, com 17,1 raios por quilometro quadrado, seguido por Amazonas e Acre com 15,8, Maranhão com 13,3 e Pará com 12,4. Entre as capitais, Rio Branco lidera com 30,3 raios por km². Em segundo, Palmas com 19,21 e Manaus, em terceiro, com 18,93.

Foto: Marcos Ozanan

Deixe sua resposta