Jovem do DF abandona curso de direito e cria escola de pôquer.

 Felipe Costa, que começou no esporte por hobby, diz não ter arrependimento de ter largado curso no sétimo semestre.

Por: Diego Tolentino

Nem a  crise econômica,fez o brasiliense Felipe Gonsalves Costa desistir de abandonar a faculdade de direito. Ele escolheu aquilo que o fazia bem,  e fundou uma escola virtual para ensinar técnicas de pôquer. A Sensei Poker foi criada em agosto de 2015 e, já atingiu 9 mil usuários. Os cadastrados são de todo o país, além de Portugal, Irlanda, Austrália e Argentina.

O jovem já estava no sétimo semestre do curso e investiu R$ 50 mil no seu sonho. “Já participava dos principais campeonatos nacionais e internacionais. Antes de abrir a escola, já era considerado um dos grandes jogadores de pôquer do país.”, diz Felipe.

A dedicação de Costa ao projeto é integral. Ele se envolve com os assuntos da sua escola desde que se levanta até a hora em que vai dormir.

“Eu cuido da empresa, jogo e discuto estratégias do esporte e da empresa praticamente o tempo todo em que estou acordado. Afinal, é o que eu gosto de fazer. Para mim, não há férias nem finais de semana. E não sinto falta deles”, afirma.

Felipe apostou em seus sonhos, e hoje vive de sua escola de Poker.

Deixe sua resposta