Juiz relaciona homossexualidade a deformidade no Senado e depois se corrige

Desembargador do DF Valtércio Oliveira foi indicado a vaga no CNJ. Seu nome  foi aprovado por comissão. Sabatina ocorreu menos de uma semana após juiz  permitir tratamentos de ‘cura gay’.

Por: Diego Tolentino

Indicado pelo Tribunal Superior do Trabalho a uma vaga no Conselho Nacional de Justiça, o desembargador Valtércio de Oliveira relacionou homossexualidade a deformidade durante sabatina no Senado. Em seguida, questionado pela senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), ele se corrigiu e disse que o “nervosismo” pode ter feito com que se expressasse de forma equivocada.

O comentário foi feito em resposta a uma pergunta da senadora Fátima Bezerra (PT-RN), que pediu que os sabatinados, o desembargador, o juiz Márcio Schiefler Fontes e a desembargadora Maria Iracema Martins do Vale, falassem sobre a constitucionalidade e aplicação da Resolução 01/1999 do Conselho Federal de Psicologia.

A sabatina durou cerca de quatro horas. No final, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania aprovou o nome do desembargador Valtércio  de Oliveira para integrar o Conselho Nacional de Justiça, por 22 votos favoráveis e 1 contra. O resultado vai ser votado em plenário e, depois, encaminhado à apreciação do presidente da República, Michel Temer.

Manifestante segura cartaz contra a ‘cura gay’

Deixe sua resposta