Justiça solta suspeita de usar “beleza” para aplicar golpes em Brasília

Ela estava presa desde julho e vai cumprir pena como prestação de serviços comunitários. 

Por: Diego Tolentino

A Justiça de Brasília mandou soltar Larissa Borges da Silva, de 29 anos, suspeita de se aproveitar da própria “beleza” para aplicar golpes. Entre os quase 50 casos denunciados à polícia, ao menos 20 já se tornaram inquéritos por furto e estelionato. A decisão da liberação foi da 8ª Vara Criminal de Brasília.

Ela estava presa desde julho quando chegou a delegacia aos prantos. Na última segunda-feira (23), ela foi condenada a 1 ano e 8 meses de prisão, em regime aberto. Por ser de menor grau, esta pena foi convertida em uma de restrição de direito, como prestação de serviço comunitário. Com isso, a prisão preventiva foi revogada.

Na decisão, o juiz Osvaldo Tovani também mandou um aviso para que a direção da Penitenciária Feminina de Brasília (Colmeia) saiba da ordem de liberação.

Policiais civis já monitoravam a “falsa arquiteta” dois meses antes da prisão. Ela foi detida pelos crimes de estelionato, e uma prisão em flagrante por furto.

Suspeita presa em Brasília teria aplicado golpe em clínica de cirurgia plástica

Deixe sua resposta