Brasília adere a campanha ’16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres’

Dados apontam que, só em relação a abusos sexuais, houveram 560 vítimas femininas entre janeiro e 6 de novembro. 

O governo de Brasília anunciou nesta sexta-feira (17) adesão à campanha da Organização das Nações Unidas (ONU) de combate à violência contra a mulher. Dados do governo apontam que, só em relação a abusos sexuais, houve 560 vítimas femininas entre janeiro e 6 de novembro. O levantamento ocorreu a partir de atendimentos em unidades públicas de saúde.

Para reforçar a campanha de proteção à mulher, o GDF lançou os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres. As atividades incluem capacitação de profissionais de saúde, mobilizações em hospitais e debate com a comunidade.

A proposta é chamar a atenção da sociedade para os fatores que naturalizaram a agressão das mulheres, em especial, por companheiros, pais e parentes próximos. No Brasil, o lançamento oficial da campanha será no dia 20. No restante do mundo, no dia 25.

Chefe do Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência, Fernanda Falcomer informou que a violência sexual está entre os casos mais atendidos pela Secretaria de Saúde.

“Registramos violência sexual em todo ciclo de vida e de todos os sexos, então também atendemos meninos e homens”, explicou.

Desde do lançamento da campanha, em 25 de novembro de 1991, cerca de 160 países já aderiram à mobilização internacional. O Brasil integra essa rede de enfrentamento desde 2003.

O dia foi escolhido como homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal, assassinadas em 1960 por se posicionarem contrárias ao regime do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

Rede de proteção à mulher no DF

Casa da Mulher Brasileira
Setor de Grandes Áreas Isoladas – 601 Norte, Plano Piloto
Telefones: (61) 3226-5024 / 3224-3363

Casa de Proteção Maria da Penha
O endereço da Casa Abrigo é mantido em sigilo por motivos de segurança

Centros Especializados de Atendimento às Mulheres
Ceam 102 Sul
Estação de metrô 102 Sul
Telefone: (61) 3223-7264

Ceam Ceilândia
QNM 2 Conjunto F, Lote 1/3, Ceilândia Centro
Telefones: (61) 3373-6668 / 99199-4674

Ceam Casa da Mulher Brasileira
Setor de Grandes Áreas Isoladas – 601 Norte, Plano Piloto
Telefone: (61) 3224-6221

Ceam Planaltina
Jardim Roriz, Área Especial, Entrequadras 1 e 2, Centro
Telefone: (61) 3389-0841

Unidade de Acolhimento para Mulheres (Casa Flor)
QSD, AE 9, Setor D Sul, ao lado do Creas, em Taguatinga Sul
Telefone: (61) 3561-4797

Centro de Referência Especializado de Assistência Social
Creas Brasília
Setor de Grandes Áreas Sul, Quadra, 614/615 Sul, Lote 108
Telefones: (61) 3346-9332 / 3346-1747/ 3245-8131

Creas Brazlândia
Área Especial nº 1, Lotes K/L
Telefones: (61) 3479-2059 / 3479-4679

 

Deixe sua resposta