MME determina paralisação de procedimentos minerários na área da Renca

Decreto que extinguia a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), resultou em duras reações de ambientalistas, o que levou o Governo a voltar atrás na decisão, proibindo a exploração mineral nas áreas de unidades de conservação, reservas ambientais estaduais e indígenas dentro do local.

No dia seguinte à liminar que suspendeu os efeitos de possíveis atos editados pelo Governo que viessem a extinguir a Renca, o Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho,  divulgou em nota a “paralisação de todos os procedimentos relativos a eventuais direitos minerários na área”, após consultar o presidente Michel Temer.

Brasília- DF, Brasil- Representantes de movimentos de defesa socioambiental do país, do Ministério Público e um grupo de parlamentares da Frente Ambientalista realizam ato na Câmara dos Deputados em protesto ao decreto que extinguiu a Renca
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Fernando Coelho garantiu que buscará um “amplo debate” com a população sobre as possibilidades de proteção da região e possíveis medidas de curto prazo para coibir ações ilegais.

No prazo de 120 dias, será apresentado ao Governo e à sociedade os resultados desse amplo debate e eventuais medidas de promoção do seu desenvolvimento sustentável, com a garantia de preservação.

Deixe sua resposta