Motorista que atropelou e matou ciclista segue com permissão para dirigir

Detran diz que vai pedir cópia do inquérito policial e abrir processo para suspender habilitação.

Por: Diego Tolentino

Passadas mais de duas semanas da condenação de  homicídio culposo, o motorista que atropelou e matou o voluntário da ONG Rodas da Paz Raul Aragão segue com permissão para dirigir. Ele foi identificado como Johann Homonnai, de 18 anos. O Detran disse que vai pedir à Polícia Civil cópia do inquérito para abrir o processo de suspensão da habilitação do jovem.

O acidente aconteceu no dia 21 de outubro, quando Aração transitava pelo Eixão. Testemunhas relataram que o motorista não conseguiu pegar o retorno por estar em alta velocidade.

Ele jogou o carro de volta à pista e acabou atingindo a vítima, que caiu sobre o capô e foi arrastada por mais de 30 metros.

Laudo da perícia apontou que o motorista estava a 95km/h velocidade 58% acima da permitida para a L2 Norte, 60 km/h, onde o acidente aconteceu. Além disso, diz que o motorista estava em processo de frenagem, o que indica que ele conduzia a uma velocidade ainda maior.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, o motorista que se envolver em acidente grave deverá ser submetido a novos exames para que possa voltar a dirigir. Neste período, o Detran pode recolher a habilitação.

Deixe sua resposta