MST ocupa prédio da Terracap por regularização de terras.

Integrantes do movimento pedem regularização de duas terras e a criação do ‘Assentamento Rosely Nunes’. 

Por: Diego Tolentino

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) protestam na entrada do prédio da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), na manhã desta segunda-feira (16).

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, por volta das 6h50 havia cerca de 50 pessoas no local, que bloquearam a entrada de funcionários no prédio.

Por volta das 7h30, os integrantes tentavam negociar uma reunião com o diretor da Terracap, Gustavo Dias Henrique, e o secretário de Agricultura, Argileu Martins da Silva. Eles pedem a regularização dos assentamentos “8 de março” e “27 de setembro”, ocupados desde 2011, segundo manifestantes e também a criação do “Assentamento Rosely Nunes”.

“Diversas áreas do DF já foram disponibilizadas para que a Secretaria de Agricultura possa conduzir os projetos de assentamento”, informou a Terracap por meio de nota.

Henrique propôs uma reunião às 11h e pediu, em troca, a liberação do prédio. Os manifestantes se recusaram a desocupar até que a reunião ocorresse. Até a última atualização desta reportagem, os eles estava reunidos com o diretor da Terracap e o secretário de Agricultura.

A Terracap disse que prioriza o Programa de Assentamento do Trabalhador Rural e que sempre manteve “canal aberto” de diálogo com os movimentos sociais. Os representantes do MST não quiseram dar entrevista.

Diretor da Terracap, negocia reunião com representante do MST

Deixe sua resposta