Multas de trânsito poderão ser pagas com Cartão de Crédito:

Caso a divisão do valor em parcelas gere cobrança de juros, o acréscimo deverá ficar a cargo do titular do cartão, que deve ser informado sobre custos operacionais antes da efetivação da operação de crédito.

Por Luis H Andrade

O Conselho Nacional de Trânsito (Cotran) autorizou, em uma resolução publicada na última quarta-feira (18), o pagãmente de multas de trânsito e demais débitos relativos aos veículos por meio de cartão de crédito. A partir de agora, os pagamentos poderão ser feitos em parcelas. Cartões de débito também poderão ser utilizados, porém, para pagamento integral.

Caso a divisão do valor em parcelas gere cobrança de juros, o acréscimo deverá ficar a cargo do titular do cartão, que deve ser informado sobre custos operacionais antes da efetivação da operação de crédito.

A resolução já está em vigor, necessitando somente que as entidadas integradas do Sistema Nacional de Trânsito como o Detrans, realizem acordos de habilitação com empresas responsáveis.

Porém, é necessário ficar atento: A norma especifica que alguns débitos não poderão ser parcelados. Cobranças administrativas, veículos licenciados em outras unidades da federal, e multas aplicadas por órgãos que não autorizam o parcelamento ou arrecadação por meio de cartões de crédito.

Deixe sua resposta