Número de ônibus será ampliado durante greve do metrô, diz GDF

Águas Claras, Ceilândia, Guará, Taguatinga e Samambaia terão ônibus extras.

Por: Diego Tolentino

A secretaria de Mobilidade divulgou um “plano emergencial” para os passageiros de ônibus de Brasília na manhã desta quinta-feira (9). Segundo o governo, 67 ônibus extras devem estar nas ruas nas cinco cidades afetadas com a greve dos funcionários do metrô.

Em Águas Claras, serão nove ônibus, já em Ceilândia serão 29; no Guará, dois carros extras.Taguatinga terá quatro e Samambaia 23 carros como reforço, afirmou o GDF. Ainda segundo o governo, 26 linhas farão o percurso do metrô, e o passageiro poderá usar o Bilhete Único para embarcar.

De acordo com o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno o metrô faz cerca de 150 mil viagens por dia e atende 170 mil pessoas.

O Tribunal Regional do Trabalho(TRT)  aceitou o pedido da Companhia do Metropolitano de Brasília (Metrô-DF) e determinou que, durante a greve dos empregados, o serviço opere com 90% da capacidade nos horários de pico que é das 6 às 10 horas e das 16h30 às 20h30.

De acordo com a decisão do desembargador do trabalho Pedro Luís Vicentin Foltran, nos demais horários, a capacidade da frota e dos empregados em atividade deve ser de 60%.

A multa por descumprimento da determinação é de R$ 100 mil por dia. Os metroviários decidiram entrar em greve para reinvindicar reajuste salarial e contratação de funcionários aprovados no concurso de 2014.

Deixe sua resposta