Policiais civis de Brasília questionam redução de crimes

Sindicato aponta dados do Fórum Brasileiro de Segurança.

Por: Diego Tolentino

O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) compilou relatórios nacionais de segurança pública para contestar a “versão oficial” de redução dos índices de criminalidade, divulgada pelo Palácio do Buriti nos últimos meses. Segundo a entidade, apesar da “leve queda”, Brasília ainda é mais violento que a média nacional e não tem investimentos capazes de reverter o quadro.

“O governo tenta transparecer, a cada mês, que está tudo bem. Pinça informações que são favoráveis, de naturezas criminais que tiveram redução naquele mês, e aí ressalta aqueles dados. Mas se a gente comparar com a média nacional, ainda estamos muito altos”, diz o presidente do Sinpol, Rodrigo Franco.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública afirma que “é a única fonte oficial autorizada a publicar índices criminais no Distrito Federal”, e que continuará fazendo esforços para reduzir os índices de criminalidade. Segundo a pasta, as informações divulgadas seguem “uma lógica científica de sazonalidade”

Na última terça (7), a pasta divulgou que o índice de homicídios registrados na capital, entre janeiro e outubro deste ano,foi o menor da história. De acordo com os dados, 400 pessoas foram vítimas de mortes violentas no período, 18,4% a menos que os 490 mortos de 2016.

Deixe sua resposta