Presidente da República exonera ministros para votação da 2ª denúncia na Câmara

O objetivo é garantir votos na segunda denúncia feita contra o presidente pela PGR; a votação é esperada para o dia 25

Por: Gabriela Andrade| Foto: Reprodução/NBR

Nesta sexta-feira, 20, o presidente da República, Michel Temer, exonerou mais 8 ministros dos 12 que ocupam o cargo de deputado. A finalidade é garantir votos na segunda denúncia feita contra o peemedebista pela Procuradoria Geral da República (PGR). A votação é esperada para o próximo dia 25, quarta-feira.

Temer foi denunciado por crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça, e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil e Moreira Franco, da Secretaria-Geral, por organização criminosa.

Com as exonerações desta sexta, chega a 9 o número de ministros que estão fora de exercício para ajudar Temer  na votação da denúncia.

Foram exonerados os seguintes ministros:

Antonio Imbassahy – Secretaria de Governo

Bruno Cavalcanti de Araújo – Ministro das Cidades

Sarney Filho – Ministro do Meio Ambiente

Leonardo Picciani – Ministro do Esporte

Marx Beltrão – Ministro do Turismo

Maurício Quintella Lessa – Ministro dos Tranposrtes

Mendonça Filho – Ministro da Educação

Ronaldo Nogueira – Ministro do Trabalho

Deixe sua resposta