Rodas da Paz pede que Ministério Público investigue morte de ciclista

Raul Aragão, estudante da Universidade de Brasília, foi atropelado no dia 21 de outubro na L2 Norte. 

Por: Diego Tolentino

A ONG Rodas da Paz pede que o Ministério Público de Brasília investigue o caso do ciclista e estudante Raul Aragão, morto após ser atropelado. O pedido foi levado nesta segunda-feira (6) por representantes da organização, da qual Aragão fazia parte, e familiares. Segundo a ONG, o motorista e possíveis testemunhas ainda não foram ouvidas pela Polícia.

Aragão foi atropelado no dia 21 de outubro na L2 Norte próximo à entrequadra 406/407. O ciclista, de 23 anos, voltava de um restaurante em direção ao apartamento onde morava com a mãe quando foi atingido. Ele foi levado ao Hospital de Base em estado grave, mas não resistiu.

No pedido, a ONG afirma que “após 15 dias do delito, não há providências suficientes para apuração dos fatos por parte das autoridade policiais, como por exemplo, a oitiva de testemunhas já identificadas, e nem do autor do fato.”

Deixe sua resposta